ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Competição de skate transforma idosos do Asilo Padre Cacique em celebridades

por Isabelle Silva, Marysol Cooper e Kelly Campos | isabelle.jornalismoritter@gmail.com, marysol.jornalismo@gmail.com e jorge.campos2@terra.com.br

O sorriso e o divertimento ficaram evidentes no rosto dos 150 idosos residentes do Asilo Padre Cacique no último sábado, 6 de junho. Estas características foram resultado da realização do projeto Skate no Asilo, que proporcionou aos velhinhos um dia de celebridade. Vestidos com trajes da moda jovem, eles viraram jurados para 15 competidores que desceram as escadas, fizeram manobras e ultrapassaram obstáculos com seus skates. A rampa que dá acesso à entrada do asilo, no bairro Menino Deus, virou uma pista para o esporte e ainda reuniu centenas de pessoas, a maioria jovens com idades entre 15 e 20 anos.

Isabelle Silva/UniRitter Esporte

Velhinhos avaliaram os 15 skatistas que participaram do evento

Nesta edição, três jurados avaliavam os atletas com notas de 0 a 10. Na mesa, Paulino Lazzaretti, 89 anos, Osvaldina Pinto, 88 anos, e Elza Pacheco dos Santos, 75 anos, observavam com atenção as manobras e julgavam os skatistas com notas rigorosas, arrancando riso e aplausos da plateia. “Até eu faria melhor do que muito deles”, afirmou Paulino, que avaliou os competidores com notas entre 4 e 7. O evento teve como trilha sonora músicas dos anos 50, tocadas pela DJ Juli Baldi.

O vencedor do Skate no Asilo deste ano foi o skatista Moroni Diehl, 14 anos (na foto que abre essa reportagem), que levou como troféu uma bengala de ouro. A felicidade pela conquista ficou estampada no rosto do garoto. “Eu vou pendurar (o prêmio) na parede do meu quarto”, disse Diehl. O skatista, morador de Novo Hamburgo, se inscreveu pela primeira vez no campeonato.

Mas a realização do projeto não chama a atenção apenas do público e diverte os idosos. Segundo um dos organizadores, Daniel Mattos, o evento também divulga o asilo causando o interesse pela ajuda e doação de alimentos, medicamentos e fraldas geriátricas.

Isabelle Silva/UniRitter Esporte

Atletas se apresentaram na rampa de entrada do Asilo Padre Cacique

A novidade do evento este ano foi a preparação, denominada como “aquecimento”. Uma semana antes da realização, o Asilo Padre Cacique recebeu oficinas de grafite, coordenada pelo artista Marcos Torres, da Spiral3, e tratamentos de beleza com corte e massagem. “O objetivo é envolver os idosos no desenvolvimento das obras”, afirmou Torres após mostrar o resultado da oficina, exposto nas paredes do local. As plaquinhas com as frases “Chupa Tony Hawk”, “Quer minha bengala?”, “Seria melhor ter ido ver o filme do Pelé” e “Me caiu os butiá do bolso” também foram atrações do evento.

O projeto Skate no Asilo é uma realização da Smile Flame com apresentação da Paquetá Esportes e da Vibe. O objetivo é levar diversão e entretenimento aos idosos e ao público em geral através do esporte e da música.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: