ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Lutadores de MMA e jiu-jitsu, Thiago Minu e Hygor Beck falam sobre os benefícios do esporte

por Christinne Rossi | christinne_rossi@hotmail.com

Exemplos de atletas que ganharam o mundo através das artes marciais, Thiago Minu Meller (na foto acima como vencedor da luta principal do Xtreme Fighting Championship, em São Paulo) e Hygor Beck contam, nesta entrevista ao UniRitter Esporte, um pouco de suas histórias e conquistas dentro do mundo das lutas. Faixa preta em karatê, jiu-jitsu e muay thai, além de faixa roxa em judô, Minu é lutador profissional de MMA e dá aulas na Minu Fight Team. Hygor Beck é faixa roxa em jiu-jitsu e começou a lutar para perder peso. Aos 24 anos, ele coleciona títulos como o Campeonato Brasileiro de 2012 e o Sul-Brasileiro de 2015.

Como foi a entrada de vocês no esporte?
Minu – Sempre gostei de artes marciais, pratico desde criança, quando treinava karatê. Quando comecei no muay thai, buscava um estilo de luta mais eficiente que o karatê, arte marcial que eu já era faixa preta.
Hygor – Eu me interessei pelo jiu-jitsu porque era gordo e queria emagrecer. Me recomendaram para perder peso rápido e acabei me matriculando em uma academia.

Arquivo pessoal

Em 2015, Hygor venceu o Campeonato Sul-Brasileiro realizado em Florianópolis

Qual a maior realização que o esporte proporcionou?
Minu – Através do muay thai eu fui convidado para lutar MMA. Por consequência consegui competir nos mais diversos países, em todos os continentes.
Hygor – Tive mais de uma realização. Consegui perder peso e pude conhecer o Brasil inteiro e parte dos Estados Unidos disputando campeonatos. A maior conquista foi ter disputado a final do mundial na Califórnia, onde fiz seis lutas e obtive o segundo lugar.

Quais são as maiores dificuldades para um atleta no esporte?
Minu – A maior dificuldade é sobreviver do esporte. Eu treino porque amo o muay thai e o MMA – e não pelo retorno financeiro. Outra dificuldade são os hematomas e as lesões (risos).
Hygor – Eu não diria que são dificuldades, mas sim obstáculos. Tenho muitos amigos que gostam de curtir baladas, tomar uma cerveja, sair de segunda a segunda… Eu tento focar nos meus campeonatos e dizer não para eles em alguns casos.

Arquivo pessoal

Minu durante a Arena Tour, em Buenos Aires

Qual é o maior objetivo de vocês dentro do esporte?
Minu – Eu treino muay thai há quinze anos e faz mais de dez que luto profissionalmente MMA. Espero continuar me divertindo e lutando pelo mundo.
Hygor – Primeiramente eu quero seguir treinando para o resto da minha vida. O que o jiu-jitsu me proporciona é uma sensação muito boa comigo mesmo! Meu objetivo é ser um dia campeão mundial na faixa preta.

Como a prática do esporte influencia a personalidade de vocês?
Minu – As artes marciais tiveram grande influência na minha personalidade. Como eu pratico desde criança a luta teve um importante papel quanto ao exercício de autocontrole, disciplina e respeito ao superiores. Também me ensinou a ser perseverante e nunca desistir daquilo que acredito.
Hygor – Influencia muito no meu dia a dia, aliviando o stress, colocando em prática o respeito, a disciplina, o controle emocional, a concentração e a paciência. Me faz focar naquilo queeu quero e não desistir. Tudo o que aprendemos no tatame, não fica apenas no tatame.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: