ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Uma paixão transmitida de pai para filho

por Juliana Bernardon | julianabernardon@hotmail.com

Pedro começou no basquete por influência do pai

Em uma praça de Porto Alegre, um olhar de admiração e carinho desde criança, acompanhando o pai em todas as partidas perto de casa. Foi com esse olhar que Pedro Henrique da Silva, de 19 anos, atleta de basquete do Grêmio Náutico União, começou a trajetória no esporte.

Pedro começou no basquete por influência do pai

Pedro começou no basquete por influência do pai

Sempre junto de seu pai nas quadras em que jogava basquete, Pedro ficava em volta jogando bola e, ao mesmo tempo, com os olhos atento em seu pai. Aos nove anos, foi convidado a fazer parte da equipe do União. Com o apoio de seus familiares, não pensou duas vezes: aceitou o convite e começou a treinar, pois seu talento era visível.

Como ainda era uma criança e o clube era longe de sua casa, as dificuldades começaram a aparecer. Pedro foi obrigado a deixar de frequentar o União e se concentrar apenas nos estudos. Mas a paixão pelo basquete,que sempre fez parte de sua vida, falou mais alto. Depois de algum tempo, ele tomou a decisão de não deixar alguns obstáculos atrapalharem seu sonho. Quando se deu conta, lá estava ele de volta às quadras.

Logo de início, quando voltou, fez parte da equipe da Sogipa, outro clube de Porto Alegre a oferecer a prática esportiva. Mas Pedro lembra: “O clube não oferecia muito apoio e cobravam dos atletas para poderem jogar”. Isso não o satisfazia e não o deixava feliz. Foi então que seu antigo técnico do União fez uma nova proposta e conseguiu ter o atleta de volta à casa como ala do time.

Seleção masculina de basquete do Brasil disputou os Jogos Olímpicos de Londres-2012 depois de 16 anos de ausência na competição

Seleção masculina de basquete do Brasil disputou os Jogos Olímpicos de Londres-2012 depois de 16 anos de ausência na competição

Como todo o jogador, Pedro acompanha a seleção principal de basquete masculino. A seleção brasileira que, em Londres-2012, voltou aos Jogos Olímpicos depois de uma ausência de 16 anos. O basquete brasileiro tem tradição e já conquistou títulos importantes, mas mesmo assim não tem a repercussão de outros esportes como, por exemplo, o futebol.

Para Pedro, a mídia esportiva poderia ser mais interessada no assunto, ou poderia divulgar mais o esporte. Pedro diz que ela poderia ser mais atenta: “Mais pessoas e mais patrocinadores iriam se interessar. Teriam mais times e melhoraria a situação se tivéssemos mais espaço. Aqui no Sul não tem praticamente nada. Três, quatro times jogando o Estadual Sub-19 que eu estou jogando”, diz o atleta do União. No Estadual adulto masculino apenas seis equipes disputam o título (Sogipa e Grêmio Náutico União,de Porto Alegre; Luba, de Uruguaiana; Guarani, de Venâncio Aires; Gramado Basquete e Caxias do Sul Basquete).

Pedro tatuou no braço o símbolo da marca de artigos esportivos do ex-jogador Michael Jordan

Pedro tatuou no braço o símbolo da marca de artigos esportivos do ex-jogador Michael Jordan

Uma homenagem para sempre

Pedro, além de acompanhar as competições brasileiras, acompanha também as competições internacionais. A NBA, liga profissional de basquete dos Estados Unidos e do Canadá, é umas das mais famosas entre os adoradores do esporte.

Quando perguntado se tem alguma inspiração, ele dispara: “Sem dúvidas, Michael Jordan”. E, por esta paixão, marcou sua pele. Pedro tatuou o símbolo da marca de Jordan no braço, a Air Jordan.

Quem é envolvido ou apaixonado pelo basquete sabe bem quem é Michael Jordan: um ex-jogador profissional norte-americano, considerado uma lenda viva.

Michael Jordan foi a principal estrela do Chicago Bulls entre 1984 e 1998

Michael Jordan foi a principal estrela do Chicago Bulls entre 1984 e 1998

Para a maioria, o melhor jogador de basquete de todos os tempos. Para muitos, um dos mais importantes esportistas masculinos da história.

Jordan está entre os únicos três atletas de basquete que ganharam uma medalha de ouro como amadores nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, e também como profissionais nos Jogos de Barcelona, em 1992.

Deixe um comentário