ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A jornada de Rafaela Silva

por Evelyn Lucena Alves | evelyn.lucena@hotmail.com| edição de Ulisses Miranda | ulisses_mr17@hotmail.com

(Foto: Arquivo Pessoal/Instagram)

Rafaela Silva começou no judô cedo: aos 5 anos a carioca já tinha sido inscrita numa aula, pois segundo o pai era muito agressiva. Aos 7 anos ela foi para Instituto Reação, de Flavio Canto, medalhista olímpico, onde está até hoje.

Com a ajuda de Geraldo Bernardes, seu técnico, a judoca carioca começou a ganhar prestígio no esporte. Em 2008 ela ganhou as etapas da Copa do Mundo de judô e três anos depois, em 2011, ela ganhou a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, e foi vice-campeã mundial adulta em Paris – com apenas 19 anos.

Rafaela com a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos 2016 (Foto: Marcelo Theobald/Extra)

Rafaela com a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos 2016 (Foto: Marcelo Theobald/Extra)

Em 2012 Rafaela foi desclassificada por um golpe ilegal nos Jogos Olímpicos de Londres, na Inglaterra. Na época, acabou sendo muito humilhada pelo público, sobretudo nas redes sociais. Porém, em dezembro daquele ano, ela ganhou o bronze no Grand Slam de Tóquio, no Japão. Em 2013 conquistou a medalha de ouro no Pan-Americano de Judô, em San José, na Costa Rica. No mês de agosto ainda foi campeã mundial de judô. Em 2014 Rafaela teve uma baixa e não ganhou nada.

Em entrevista para revista Época, Rafaela disse:

“2014, 2015 eu não tive muitos bons resultados. Estava meio desacreditada. Falaram que eu era uma incógnita, porque eu vinha perdendo para umas atletas que eu nunca tinha perdido antes.”

Rafaela Silva é terceiro sargento da Marinha e em 2015 venceu o Grand Prix de Dusseldorf, ganhando as cinco lutas, quatro delas por ippon – que significa um golpe desferido de forma correta, resultando na projeção do oponente, com queda, ficando com as costas por completo no tatame. Em 2016, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Rafaela conquistou a medalha de ouro para o Brasil.

No dia 3 de agosto o prefeito Eduardo Paes decretou que todas novas unidades educacionais e clínicas da família terão nome de atletas brasileiros medalhista olímpicos e paralímpicos. O projeto Escolas do Amanhã dará o nome de Rafaela Silva para o espaço de Desenvolvimento Infantil, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, que abrigará 300 crianças.

Fontes consultadas:

BIOGRAFIA RAFAELA SILVA. Disponível em: http://www.rafaelasilvajudo.com.br/biografia/. Acesso em: 26 de out. 2016.
JUDO INSIDE. Disponível em: http://www.judoinside.com/. Acesso em: 26 de out. 2016.
YONAHA, Liuca. Rafaela Silva: “O ginásio tremeu. As advérsarias sentiram a pressão.”. Disponível em: http://epoca.globo.com/esporte/olimpiadas/noticia/2016/08/rafaela-silva-o-ginasio-tremeu-adversarias-sentiram-pressao.html. Acesso em: 26 de out. 2016.

Deixe um comentário