ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Thiago Braz: da infância complicada ao salto da vitória

por Marjorie Paula | marjorie_paula1@hotmail.com

Thiago é ouro na Rio 2016 (Foto: AP)

A história de Thiago Braz da Silva talvez comece como tantas outras, um pouco triste. Criado pelos avós paternos desde os dois anos em Marília, São Paulo, o menino sempre teve contato com o esporte através de seu tio, Fabiano Braz, ex-atleta da Seleção Brasileira para o decatlo. Sua avó, Maria do Carmo, precisava trabalhar – e a única saída foi Thiago acompanhar seu tio nos treinos. Aos 14 anos ele começou a competir pelo Clube dos Bancários. Antes tentou o basquete, mas acabou parando no atletismo. Meses depois, ao se mudar para Bragança Paulista, venceu o Campeonato Brasileiro de Menores e o Juvenil.

Thiago durante os treinos na adolescência. Divulgação CBAT

Thiago durante os treinos na adolescência (Foto: Divulgação/CBAT)

O Campeonato Sul-Americano Juvenil, em 2009, trouxe um bronze para a vida de Thiago, em sua primeira competição internacional. E então o paulista não parou mais: se tornou campeão brasileiro juvenil e entrou para o clube BMF & BOVESPA. No período anterior, foi financiado pela atleta Fabiana Murer, que pagou sua estadia durante três meses em São Paulo. Assim o atleta pode evoluir dentro do clube, em São Caetano.

Os últimos anos até a conquista do ouro foram cruciais para o amadurecimento de Thiago. Em 2014 ele se casou com a atleta Ana Paula Oliveira. Neste mesmo ano o atleta se mudou para a Itália e começou a treinar com Vitaly Petrov, conhecido por formar grandes estrelas do esporte. Em 2016 também conquistou o ouro no Mundial Indoor de Berlim, superando o até então recordista mundial e campeão olímpico Renaud Lavillenie.

Uma das polêmicas da Rio 2016 foi sobre os atletas que prestavam continência nos pódios – incluindo Thiago. O atleta também é militar (3º Sargento da Aeronáutica) e faz parte do Programa de Alto Rendimento da FAB. Portanto, ao ganhar a medalha ele prestou continência em agradecimento ao incentivo recebido pelo programa. As Olimpíadas do Rio de Janeiro não poderiam ter sido melhores para a carreira do saltador.

Aos 22 anos, ele chegou sem favoritismo, que era do francês Renaud Lavillenie. Manteve a tranquilidade, sempre presente, na etapa de classificação e na final. Na decisão, arriscou um salto de 6,03 metros, marca nunca atingida por ele antes. Levou a melhor. Superou o favorito, que já tinha alcançado 6,16 metros na carreira.

Thiago no pódio com a medalha de Ouro. Foto: Johannes EISELE/AFP

Thiago no pódio com a medalha de Ouro. (Foto: Johannes EISELE/AFP)

Conseguiu o feito de bater o recorde olímpico e adquiriu a serenidade para lidar com as competições – ele vinha acompanhado de algumas frustrações, como ter zerado todos os saltos do Pan de Toronto e ter ficado em 19° no Mundial de Pequim.

O sucesso nas Olimpíadas agora exige de Thiago um maior empenho e mais sucesso para as próximas competições. Ele continuará treinando na Itália e agora focará na busca por maiores resultados nos saltos – para quem sabe bater outros recordes, mirando o Mundial.

FONTES CONSULTADAS:

OTTONI, Daniel. A polêmica continência nos pódios das Olimpíadas do Rio. Disponível em: http://www.otempo.com.br/hotsites/olimp%C3%ADadas-2016/a-pol%C3%AAmica-contin%C3%AAncia-nos-p%C3%B3dios-das-olimp%C3%ADadas-do-rio-1.1359128. Acesso em: 10 out. 2016.

FATTORI, Anderson. Ouro no Rio de Thiago Braz teve amparo de Fabiana Murer. Disponível em: http://www.dgabc.com.br/Noticia/2231363/ouro-no-rio-de-thiago-braz-teve-amparo-de-fabiana-murer. Acesso em: 8 out. 2016.

REVISTA VEJA. Um salto para a história: Thiago Braz, o ouro do Brasil. Disponível em: http://veja.abril.com.br/esporte/de-um-salto-para-a-historia-thiago-braz-o-ouro-do-brasil/. Acesso em: 8 out. 2016.

BAND. O SALTO DE THIAGO BRAZ. Disponível em: http://esporte.band.uol.com.br/rio-2016/thiago-braz/. Acesso em: 9 out. 2016.

KESTELMAN, Amanda; MOTA, Cahê; REBELLO, Helena. É ouro! Thiago Braz se reinventa no
Rio e troca pressão por topo do pódio. Disponível em: http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/atletismo/noticia/2016/08/e-ouro-thiago-braz-se-reinventa-no-rio-e-troca-pressao-por-topo-do-podio.html. Acesso em: 8 out. 2016.

Deixe um comentário