ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tricampeão dos Jogos Pan-Americanos, Marcel Stürmer busca o quarto ouro em Toronto

por Isabelle Silva |isabelle.jornalismoritter@gmail.com

O patinador Marcel Stürmer, tricampeão dos Jogos Pan-Americanos, competirá por uma quarta medalha de ouro em julho de 2015, na cidade de Toronto, no Canadá. Nascido em Lajeado, no Rio Grande do Sul, o atleta, que patina desde os seis anos, conquistou a primeira medalha ainda criança, aos nove. Desde então vieram muitos títulos, entre eles o dos Jogos Mundiais de Cali, na Colômbia, em 2013. Principal atleta da história da patinação artística brasileira, Marcel conversou com o UniRitter Esporte sobre a vida pessoal, a carreira e as conquistas.

A patinação mudou a sua vida em quais aspectos?
Em todos. A patinação me deu a oportunidade de conhecer muitas pessoas especiais, viajar muito, ser independente desde os 16 anos. Além disso me deu coragem, um entendimento de processo criativo, administração de tempo e me ensinou a lidar com minhas emoções.

Sabemos que a patinação ocupa grande parte do seu tempo, mas quando você não está patinando, o que mais gosta de fazer?
Gosto de estar com meus amigos, principalmente em casa ou na casa deles.

Qual é sua maior motivação?
As coisas que me motivam vão desde coisas simples, como música, até diferentes sentimentos e pessoas. Quando estou feliz, o treino é bom.

Em que momento você soube que realmente queria ser patinador?
No primeiro dia em que vi alguém patinar eu disse que queria. De alguma forma eu sabia que era ali que eu tinha que estar.

Como é a sua rotina de treino no dia a dia?
Continuo treinando muito e competindo pelo meu país. Também tenho feito trabalhos diferentes no meio esportivo.

Qual foi a sua melhor experiência no meio da patinação?
Eu vivi três momentos muito marcantes. O Pan do Rio, por ter sido no Brasil e eu ter sido bicampeão, o Pan de Guadalajara (foto que abre essa entrevista), pelo fato de ter conseguido vencer após o assalto (roubaram meu carro em que estavam guardados meus patins, precisei comprar novos quando cheguei ao México) e os Jogos Mundiais de 2013, em Cali, na Colômbia, onde alcancei meu sonho: o título mundial.

Divulgação/COB

Segundo Marcel, um dos momentos mais marcantes da carreira foi a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007

Qual foi a sensação de vencer o primeiro Pan, em 2003, em Santo Domingo?
Surpresa. Eu não era o favorito e sonhava com uma medalha, de qualquer cor. Mas chegando lá vi a oportunidade e mantive o foco numa boa apresentação, e deu certo.

Como está sendo a sua vida desde a última medalha em Jogos Pan-Americanos, conquistada em 2011 em Guadalajara?
Estou na corrida com esta rotina de treinamentos, mas confesso que estou gostando muito.

Como está a sua expectativa para os Jogos Pan-Americanos de Toronto neste ano?
Meu ano está direcionado para esse campeonato.

Sobre o Pan de 2015, você vai em busca do quarto título… Está confiante?
Estou querendo muito. A confiança vem dos bons treinos e do preparo, estou no processo!

Deixe um comentário